O QUE VEREMOS NO DIA 31?

Anthony Davis acabou com o Heat! Mas como será na estreia?

* Por Lucas Ottoni

Saudações, pessoal. Eu acabei atrasando as análises dos últimos três jogos do New Orleans Hornets na pré-temporada de 2012, pois tive compromissos importantes e não consegui atualizar o BH com a constância que gostaria. Mas agora estou aqui para falar sobre essa reta final do nosso time, antes de a bola subir para valer. Sem mais delongas, vamos lá…

Na última segunda-feira (22/10), o Hornets foi até o Texas e não realizou uma boa apresentação. O time da Louisiana acabou derrotado pelo Dallas Mavericks, por 87 a 74, em um jogo fraco tecnicamente. Se os anfitriões (sem o craque alemão Dirk Nowitzki) não empolgaram, o Hornets tampouco. Dessa forma, acabou vencendo a contenda aquele que errou menos. Senão vejamos: 28-84 nos arremessos de quadra (33.3%). Arremessos de 3 pontos? Foram 7-25 (28.0%).  Aí estão alguns números (terríveis) do Hornets. Pronto, eis o motivo da nossa derrota – além do 1º quarto horroroso que tivemos (10 a 25). Já o Mavs teve um aproveitamento muito parecido com o nosso (que joguinho, hein!), mas se desempenhou bem melhor na defesa e administrou o placar que havia construído nos minutos iniciais. O destaque dos zangões acabou sendo o elogiado ala-pivô Anthony Davis, que – apesar dos míseros 6 pontos – apanhou 17 rebotes. Foi bom, mas foi pouco.

* Confira aqui o Box Score (com vídeos) da partida contra o Mavs

Hornets vs Rockets: nova derrota

Dois dias após o revés em Dallas, o Hornets voltou para o seu doce lar e enfrentou o Houston Rockets, lá na New Orleans Arena. Vale lembrar que os dois times já haviam se encarado nessa pré-temporada, e os texanos levaram a melhor (relembre aqui). Portanto, os zangões teriam a chance de dar o troco (embora isso não seja tão relevante assim. Estamos falando de pré-temporada, né?). Só que o revide não aconteceu, pois o trio Kevin Martin, Chandler Parsons e Carlos Delfino estava em noite inspirada e nos pulverizou com arremessos da linha dos 3 pontos. Os três combinaram 11-21 em “chutes” de longa distância, um bom aproveitamento de 50%. O nosso ala-pivô Ryan Anderson (cestinha do jogo, com 23 pontos) também mostrou que sabe atirar de longe (5-7 em arremessos de três), mas isso não foi o suficiente para evitar o triunfo do Rockets: 97 a 90. Outro destaque (positivo e negativo) do Hornets foi o armador Greivis Vasquez. Ele conseguiu um duplo-duplo (13 pontos e 11 assistências), mas cometeu 8 turnovers!  E, mais uma vez, a nossa defesa não funcionou bem.

* Confira aqui o Box Score (com vídeos) da partida contra o Rockets

Vindo de uma sequência de quatro derrotas (contando com as duas da semana anterior, para Atlanta Hawks e o próprio Rockets) e jogando mal, o Hornets teve de encerrar a sua pré-temporada “dançando com a mais feia”. É isso mesmo, o nosso time viajou até a Florida para encarar o atual campeão da NBA, o poderoso Miami Heat, de LeBron James, Dwyane Wade e Chris Bosh. A bola subiu na última sexta-feira (26/10), e nem o mais otimista torcedor dos zangões poderia imaginar o que estava para acontecer…

LeBron James foi bem marcado

Jogando muito bem (e com bastante vontade), o Hornets colocou a forte equipe de Miami para correr e atuou em ritmo de temporada. Com belos lances de ambos os lados, a partida foi para o intervalo empatada em 47 a 47. Se Chris Bosh causava problemas à defesa dos zangões, ou LeBron James conseguia jogadas de efeito, a resposta vinha com o monstruoso (no bom sentido) Anthony Davis em grande noite. O nosso jovem e promissor ala-pivô anotou nada menos que 24 pontos e apanhou 11 rebotes, com 3 roubos e 1 bloqueio. Nada mal, hein? O armador Greivis Vasquez e o ala Al-Farouq Aminu (!) também conseguiram números de duplo-duplo, e os grandões Ryan Anderson e Robin Lopez completaram a atuação sólida dos visitantes. O resultado disso foi um último período eletrizante, em que os dois times se revezavam na liderança do placar. O fato de LeBron James ter sido poupado nos minutos derradeiros facilitou a vida dos zangões, mas não diminuiu o valor da nossa vitória por 96 a 89. Mais importante que o resultado, foi a atuação vibrante do Hornets. A equipe da Louisiana apresentou uma defesa eficiente e melhorou demais o seu aproveitamento ofensivo. E fez tudo isso contra o atual campeão da liga e em rede nacional (a partida foi transmitida na TV para todo o território americano). Bem animador, não é mesmo?

* Confira aqui o Box Score (com vídeos) da partida contra o Heat

Enfim, o Hornets terminou a sua pré-temporada com uma campanha 4-4 e acabou deixando na mente dos fãs outra dúvida cruel. Afinal, a gente não sabe qual Hornets nós veremos no dia 31 de outubro, data da estreia dos zangões no campeonato de 2012-13 (vs Spurs, na New Orleans Arena). Será o das derrotas, apagões e baixo aproveitamento? Ou será o que derrotou o atual campeão da liga –  dentro do ginásio dos caras – jogando muitíssimo bem? Teremos a resposta na próxima quarta-feira. A conferir…

No vídeo abaixo, os highlights da vitória em Miami:

OBS 1: O jovem ala-armador Austin Rivers lesionou o mesmo tornozelo direito em duas partidas diferentes na última semana, contra Mavericks e Heat (vejam aqui e aqui). Apesar disso, o caso não parece ser grave. Ainda bem, né?

OBS 2: No post desta segunda-feira (29/10), amanhã, eu farei uma análise individual de cada jogador do nosso time na pré-temporada, e o que esperar deles em 2012-13. Não percam!

* O ADEUS DE DAVID STERN: O comissário da NBA anunciou que irá deixar o cargo em 2014. Ok, ele pode ser polêmico e, por vezes, impopular. Pode ter apresentado atitudes que não agradaram ou aparecido com declarações para lá de controversas. Mas uma coisa é inegável. O cara fez um trabalho espetacular no comando da liga. Ele está no cargo desde meados da década de 1980, e, de lá para cá, a NBA se transformou em um negócio absolutamente rentável e de dimensões globais. Merece, no mínimo, uma salva de palmas de todos os que amam esse esporte chamado basquete. Obrigado, Stern!

* AT THE HIVE: O blog americano especializado em New Orleans Hornets está com cara nova (vejam aqui). Eu achei muito legal! E vocês?

* Entre aqui e curta o Brazilian Hornet no Facebook!

* JAMES HARDEN NO ROCKETS: Saindo um pouco do nosso time, fui só eu quem achou essa troca excelente para o Oklahoma City Thunder? O que vocês pensam a respeito? Opinem aí embaixo, nos nossos comentários!

VAI SAIR…: Sim, nós temos algumas coisinhas a serem atualizadas aqui no BH (História, Elenco, Calouros…), e o problema é a falta de tempo mesmo. Mas até o início da temporada, eu verei se consigo ajeitar tudo. Prometo.

Anúncios