COLEÇÃO: CAMISETA MARDI GRAS

Camiseta swingman do New Orleans Hornets, modelo Mardi Gras

* Por Lucas Ottoni

O quinto back-to-back do New Orleans Hornets na temporada 2011-12 da NBA foi um desastre, com duas derrotas acachapantes. Mas disso, falaremos mais abaixo. Agora, eu vou seguir com a apresentação de mais um item do acervo do Brazilian Hornet. Pela fotografia aí em cima, vocês já perceberam que se trata de uma camiseta diferente, eu diria. E, na verdade, é. Essa armadura aí faz parte da linha Mardi Gras, que o Hornets lançou em homenagem ao famoso carnaval da cidade de New Orleans. A apresentação desses uniformes aconteceu no fim do ano de 2009, e eles foram utilizados pelo time dos zangões em alguns jogos nas duas últimas temporadas. A nossa camiseta traz o número 41, do James Posey. Alguém aí lembra dele? Abaixo, eu falarei rapidamente sobre esse jogador. Confiram os slides, amigos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eu adquiri essa peça na loja oficial do Hornets, na New Orleans Arena, em março de 2010. Aí vocês me perguntam: “Mas por que logo a do James Posey, Lucas? Por que você não pegou uma do Chris Paul ou do David West?”. Simples, meus caros. As do Chris Paul, nesse modelo Mardi Gras, eram todas do tamanho pequeno (e eu meço quase 1,90 m de altura). E as do David West estavam em falta. Aí eu resolvi ficar com essa do Posey, que também jogava pelo Hornets na época. Afinal, o cara tem moral, né? Bicampeão da NBA. Então, foi assim que eu me apoderei dessa camiseta no modelo Mardi Gras, a única que tenho no acervo do BH (por enquanto).

James Posey: ex-Hornets

Bom, vou falar um pouquinho sobre o James Posey. Bicampeão da NBA (em 2006, pelo Miami Heat, e em 2008, pelo Boston Celtics), esse ala jogou pelo New Orleans Hornets entre 2008 e 2010, e depois foi trocado (junto com o armador Darren Collison) para o Indiana Pacers. Nesse movimento, o Hornets recebeu o ala Trevor Ariza, que segue com a equipe da Louisiana. Ah, o Posey não deixa saudades na torcida dos zangões. Jogador relativamente caro e que não produziu metade do que se esperava dele. Atualmente, possui 35 anos de idade e está sem clube.

Então, essa bela camiseta ilustrou o nosso quarto post sobre o acervo do BH. Veja também o primeiro, o segundo e o terceiro itens da nossa coleção. Em breve, eu seguirei postando outros objetos.

OBS: Você tem algum objeto ou relíquia dos zangões? Mande imagens para o Brazilian Hornet, através do nosso e-mail: br_hornet@hotmail.com. Assim que possível, eu postarei aqui no blog.

Para fechar este post, vamos falar rapidamente sobre o nosso quinto (e desastroso) back-to-back. Na verdade, não há muito o que falar. Após uma vitória maiúscula sobre o capenga Orlando Magic, o Hornets apanhou feio em seus dois últimos jogos. No domingo (29/01), os zangões levaram um sonoro 94 a 72 do Atlanta Hawks, em plena New Orleans Arena. Um dia depois, na segunda-feira (30/01), foi a vez do forte Miami Heat nos derrotar, lá na Florida: 109 a 95. Com esses resultados, o Hornets cumpre uma campanha 4-17 e segue na lanterna da Conferência Oeste. Diante disso, há algumas coisinhas que eu gostaria de saber:

LeBron James encara Jason Smith

1) Por que os ótimos Gustavo Ayon e Carl Landry têm jogado tão pouco tempo?

2) O Greivis Vasquez não arma melhor a equipe do que o Jarrett Jack?

3) Por que alterar completamente um time que está ganhando por 12 pontos?

4) Será que Trevor Ariza e Al-Farouq Aminu podem jogar tanto tempo juntos?

5) Quem é melhor? Dwyane Wade ou LeBron James?

Aí estão algumas perguntinhas que eu deixo para os amigos debaterem aqui. Ah, e não insistam. Eu ainda não vou falar em draft. Pelo menos, por enquanto.

* Box Score (com vídeos): contra o Hawks / contra o Heat


 FERROADAS

* ESPECULAÇÕES: Assim que o Hornets resolveu colocar o pivô Chris Kaman disponível no mercado, surgiram boatos de todos os tipos e interessados de vários lugares da América. Estão falando até em Monta Ellis nos zangões. Vamos aguardar as novidades e, principalmente, os fatos concretos.

* EM BREVE: Dentro de alguns dias, o acervo do Brazilian Hornet receberá um novo item. Ah, não é a camiseta do Hugo Chávez, hein…

Anúncios

COLEÇÃO: SIMPLES, MAS ÚTEIS

Dois chaveiros muito legais do Hornets fazem parte do nosso acervo

* Por Lucas Ottoni

Olá, caros amigos! Logo mais, os zangões enfrentarão o Minnesota Timberwolves (3-7), na New Orleans Arena. O duelo, que acontecerá às 23h (de Brasília), tem um sabor especial para quem torce pela franquia da Louisiana. Afinal, todo mundo aqui se lembra que somos detentores de uma escolha de primeira rodada do Wolves no próximo draft, não é mesmo? Portanto, quanto mais jogos os caras perderem, melhor para nós na loteria de 2012. E o New Orleans Hornets (3-7) tem, hoje, a oportunidade de colocar mais uma derrota na campanha da equipe de Minneapolis, em uma espécie de confronto direto (pelo menos para os torcedores dos zangões). Uma chance imperdível de unir o útil ao agradável!

* New Orleans Hornets Brasil: a prévia do jogo

Ok, mas vamos esquecer um pouquinho o Ricky Rubio e o Kevin Love e falar sobre o terceiro item (na verdade, itens) do nosso acervo que eu estou postando aqui, no Brazilian Hornet. Chaveiros! Sim, chaveiros do Hornets! Eles podem parecer simples, mas são utilíssimos e capazes de evitar enormes dores de cabeça no nosso dia a dia. Já imaginou perder a chave do carro, ou a chave de casa? Pois é, o chaveiro é um amigo do peito para quem não gosta de passar por esse tipo de susto. É algo que todo mundo tem, e o BH também. Tá certo, a rima foi fraquíssima, mas o que importa são os dois itens que estamos apresentando. Confere aí nos slides:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Bem, vocês já puderam perceber que são dois chaveiros diferentes, e eu vou falar rapidamente sobre eles. O chaveiro comprido, com o desenho da abelhinha sobre o metal (alumínio, creio eu), foi adquirido na loja da NBA, em New York, no ano de 2008. E o outro, que ainda está guardado na caixinha, eu comprei na loja do Hornets, em New Orleans, no ano de 2010. Nunca foram usados. São itens de coleção mesmo. Aliás, estou pensando em estrear um deles na noite em que o Hornets for campeão da NBA (sem piadinhas sobre uma possível virgindade eterna deles, ok?).

Brincadeiras à parte, esses foram os personagens do nosso terceiro post sobre o acervo do BH. Veja também o primeiro e o segundo itens da nossa coleção. Em breve, eu seguirei postando outros objetos. Aquele abraço!

OBS: Você tem algum objeto ou relíquia dos zangões? Mande imagens para o Brazilian Hornet, através do nosso e-mail: br_hornet@hotmail.com. Assim que possível, eu postarei aqui no blog.


 FERROADAS

* AMANHÃ TEM MAIS: Após encarar o Timberwolves, o Hornets irá para o seu terceiro back-to-back na temporada 2011-12 da NBA. Neste sábado, o time de New Orleans viaja até Memphis para enfrentar o Grizzlies, às 23h (de Brasília). As equipes já duelaram duas vezes, na pré-temporada, e os zangões levaram a melhor em ambas as ocasiões. Que isso sirva de motivação para os nossos jogadores.

* SIGA O BH: Nós vamos acompanhar o jogo de hoje, contra o Timberwolves, e passar as informações, via Twitter. É só ficar conosco para conferir o andamento da partida, na New Orleans Arena.  Entretanto, contra o Grizzlies, no sábado, não teremos tuitadas. O motivo? Ah, blogueiro também tem vida social, né? Sair à noite, de vez em quando, é uma boa pedida. E que o Wolves tenha pesadelos, nesta Sexta-Feira 13!