BRINCANDO DE “FAZ DE CONTA”

Jarrett Jack derrota Vince Carter e o Mavs. Ué, teve outro jogo?

* Por Lucas Ottoni

Olá, caros amigos. O nosso querido Hornets acaba de sair de mais um back-to-back, com ambos os jogos sendo disputados na New Orleans Arena. Na sexta-feira (02/03), o time conseguiu uma excelente vitória sobre o atual campeão da NBA, o Dallas Mavericks (22-16), por 97 a 92. Um resultado expressivo e animador, não é mesmo? Ok, mas não se animem, que lá vem a tijolada! Ontem, os zangões fizeram um jogo horrível e perderam facilmente para o Indiana Pacers (23-12), que vem de seis triunfos consecutivos. Sim, os visitantes deitaram os cabelos: 102 a 84. Esse jogo foi tão ruim, mas tão ruim, que a vontade que dá é de apagar ele do calendário, brincar de “faz de conta” e fingir que ele nunca existiu. É a nossa velha e conhecida gangorra, que nos coloca lá em cima para depois nos mandar lá para baixo. Aliás, é lá embaixo que nós estamos mesmo. Depois desses dois jogos, o Hornets segue na lanterna da Conferência Oeste, com uma campanha 9-28. Mas falemos de coisas boas…

Após o ótimo triunfo sobre o Mavs, eu fiquei que nem um maluco procurando notícias sobre essa partida. Afinal, os zangões derrotaram ninguém menos que o atual campeão da liga e rival de divisão (Sudoeste). O engraçado é que, nos EUA, há uma certa rivalidade entre as duas equipes, principalmente depois da surra que Chris Paul e cia. aplicaram nos texanos na primeira fase dos playoffs de 2008: um sonoro 4 a 1. O fato é que os torcedores do Hornets não gostam nem um pouco do Dallas Mavericks e não fazem a menor questão de esconder isso. Mas voltando à minha busca desenfreada por notícias acerca do jogo, eu encontrei algo muito interessante no excelente blog nacional Bola Presa. Eles escreveram sobre o quanto o Hornets pode ser um adversário indigesto para qualquer um (quando quer). Olhem só:

Outra equipe que complica a vida de qualquer um, mesmo fedendo, é o Hornets. Já faz um bom tempo que qualquer jogo do Hornets é brigado, sofrido e suado mesmo que acabem tomando uma surra nos 2 minutos finais de alguns jogos. Times ruins que se acham bons, como o Wizards, só tomam porrada. Times bons que se acham ruins não possuem confiança pra nada e acabam tomando porrada. Mas o Hornets é um dos raros times que são ruins, sabem que são ruins, e não acham que isso vai impedí-los de jogar basquete. Pessoalmente sou muito fã de jogadores ruins que sabem que são ruins, como o Chuck Hayes, por exemplo, porque eles dão a vida em quadra e acabam sendo muito úteis. O Hornets é inteiro assim e quem bobear contra eles sai não apenas com a derrota, mas também com a humilhação de perder para um dos piores elencos dos últimos anos“.

* Confira aqui o Box Score (com vídeos) da partida (contra o Mavs)

Chris Kaman superou Dirk Nowitzki

Uau… Como torcedor do Hornets, eu não sei se me sinto lisonjeado ou desiludido. Ok, brincadeiras à parte, o pessoal do Bola Presa destacou algo que eu já vinha escrevendo por aqui há algum tempinho: o Hornets é um time batalhador, que se entrega bastante e complica mesmo a vida dos rivais. Isso, quando quer. Raríssimos foram os jogos em que os bravos zangões saíram de quadra atropelados. Normalmente, a equipe da Louisiana realiza duros combates e vende caro as suas derrotas. Por outro lado, as críticas (sempre bem humoradas, diga-se de passagem) do Bola Presa quanto à qualidade do nosso elenco procedem em parte. Estamos muito longe de ter um esquadrão de grandes craques, isso é verdade. Mas há de se levar em conta que o Hornets é um time destruído pelas lesões e nunca – eu disse NUNCA – conseguiu ter todos os seus principais jogadores à disposição para um joguinho sequer nessa atual temporada. Querem a lista dos que estão contundidos hoje? Vamos lá: Eric Gordon, Trevor Ariza, Emeka Okafor, Jason Smith e Carl Landry. Sendo que o Gordon, que veio para ser o astro da companhia, atuou em apenas duas partidas. Portanto, eu creio que não dá para medir com exatidão a qualidade do elenco do New Orleans Hornets. Alguém aí duvida? Ok, então tirem os dois ou três principais jogadores do Miami Heat e vejam o que o timaço deles fará em quadra…

Certo, mas voltemos a Hornets vs Mavericks e ao Bola Presa, que falou rapidamente sobre a vitória dos zangões (97 a 92) diante da turma de Dallas. Confiram:

Ontem foi a vez do Mavs descobrir essa assustadora verdade. Nowitzki teve problemas o jogo todo, o Mavs está sem Lamar Odom que tem quatrocentos problemas pessoais e agora talvez jogue na D-League para recuperar o ritmo depois de tantas paradas, e o jogo chegou no último quarto com o Mavs atrás no placar. Em geral é nessa hora que o Hornets começa a fazer merda e foi exatamente o que aconteceu, Roddy Beaubois aproveitou as falhas e acelerou o jogo, terminou a partida com 25 pontos e 4 roubos, e encostou o placar. Mas aí o Jarrett Jack mostrou que não tem medo de ser ruim e venceu o jogo num arremesso certeiro. Chris Kaman também está jogando muito desde que voltou de contusão, dessa vez foram 20 pontos e 13 rebotes contra um Mavs que ainda não sabe como compensar a falta de marcação individual no miolo do garrafão. São agora 4 derrotas seguidas para o Mavs, mas essa vale por quarenta“.

Ok, tirando a parte do “mas essa vale por quarenta” (pegaram pesado demais), o texto exprime exatamente o que foi o jogo da última sexta-feira: um Mavericks com uma série de problemas perdendo para um Hornets guerreiro, que compensa as suas limitações e desfalques com muita vontade e personalidade. Bravíssimo! Então, satisfeito da vida, eu posso parar este post por aqui…

David West? Isso não aconteceu...

É, amigos. Eu adoraria que o post tivesse realmente acabado, mas pensei e resolvi não continuar com essa brincadeira do “faz de conta”, em respeito aos nossos poucos mas preciosos leitores. Sim, vocês já sabem. Ontem, o Hornets jogou (?) contra o Pacers e levou uma surra de 102 a 84. Ah, e poderia ter sido de muito mais, se os visitantes não tivessem poupado os titulares no último período, tamanha foi a facilidade com que derrotaram os zangões. O nosso time foi horrível durante quase todo o jogo e simplesmente aceitou a derrota “fazendo beicinho”. Aquilo foi uma das piores coisas que eu já vi dentro de uma quadra de basquete. É por isso que eu disse mais acima: o Hornets complica a vida dos adversários QUANDO QUER. Pois quando não quer, é algo terrível de se ver. Nem quero mais falar sobre isso. A cara de desânimo do Jarrett Jack no banco de reservas no fim da partida disse tudo (vocês viram?). Foi um jogo que simplesmente não precisava ter existido. Vamos fazer de conta que não aconteceu? Ok!

* Confira aqui o Box Score (com vídeos) da partida (contra o Pacers)

Ah, só para não deixar de fazer o registro: o ala-pivô David West, hoje no Pacers, pisou na New Orleans Arena pela primeira vez como um ex-Hornets e recebeu aplausos do público (ok, algumas vaias também). É o reconhecimento pelos anos de bons serviços prestados. Como forma de “retribuição”, ele brindou os espectadores com um duplo-duplo: 14 pontos e 13 rebotes. Pois é, mesmo estando do outro lado, alguém precisava praticar um pouco de basquete. Já que o Hornets não apareceu para jogar na noite de ontem…

E hoje não tem vídeo e nem a sessão Ferroadas. O ferrão está na lanternagem, após o vexame diante do Pacers. Um ótimo domingão a todos!

15 pensamentos sobre “BRINCANDO DE “FAZ DE CONTA”

  1. Boas Lucas. Só vi 5 min da partida de ontem e ainda bem. Muito mau… Bom, quanto ao jogo frente a Dallas, que grande vitória. Engole tudo Marc Cuban, já que estás sempre a mandar bocas para New Orleans!! Eheh.

    Voce falou tudo no post. Quando os Hornets querem, dão luta a qualquer equipa na NBA. Para passar por cima, terão que se esforçar ao máximo.

    Pena que os Wolves continuem a ganhar, mesmo com o calendario horrivel que têm pela frente…

    • Olá, grande Sergio. Olha, você não perdeu nada, meu caro. Foi um jogo horrível mesmo. Quanto ao duelo com o Dallas, é sempre bom ganhar deles. Principalmente por causa da “mala” que é o Mark Cuban. (Desculpe, Mark, mas a torcida do Hornets atura tudo o que você fala a respeito do nosso time. Então, agora é a sua vez de nos aturar!… rs).

      Sobre o post, é por aí. Quando quer, o Hornets pode ser o adversário mais chato que um time pode ter pela frente. Contudo, quando os nossos jogadores não se empenham o suficiente (como ontem, por exemplo), nós somos um horror, uma coisa medonha mesmo!

      A pick do Wolves, pelo visto, não será tão boa. Então, nós podemos envolvê-la em alguma negociação até o dia 15 de março (trade deadline). O que acha?

      Abços!

      • Depois de ver nova vitória dos Wolves frente aos Clippers, se calhar é melhor trocar a pick… Os Minnys são capazes até de chegar a um lugar no playoff…

        O CP3 voltou a desiludir (falhou 1 LL nos ultimos segundos). Bem que podia ajudar os Hornets, mas os Clippers já perderam 3 jogos contra Minnesota este ano.

  2. Jogo foi feio msm… meu Deus…. Time nao é tao ruim, acredito q brigaria pelos Offs se estivesse completo.

    Qt aos comentarios do Bola Presa, uma coisa me chamou a atençao, é obvio q eles nao devem acompanhar mt nosso time, ate pq nao tem motivos, mas eles percebem o qt a gente perde nos ultimos 2 minutos. É preocupante isso?? seria se a gente tivesse brigando por algo, q nao a First Pick…. É… vamos observar bem a NCAA agora, pra ver oq podem fazer, Anthony Davis, Andre Drummond, Harrison Barnes, Michael Kidd-Gilchrist e Thomas Robinson… acredito q um deles estara com nossa camisa ano que vem… projeto Draft esta descarado msm

    Go Hornets Go

    • Fala, super Kaio. É verdade. Inevitavelmente, o Hornets já olha para esse próximo draft de maneira especial. Nosso time não é esse horror todo, mas enfrentou diversos problemas nessa temporada. Saída de jogadores importantes, contusões, rumores, atletas novos e inexperientes, jogadores de D-League, falta de entrosamento, etc. É muita coisa para uma só temporada, concorda?

      O pessoal do Bola Presa tem um conhecimento muito legal acerca do universo da NBA. Eu sou fã do blog e dos textos deles, embora não concorde com tudo o que eles escrevem. Sobre o Hornets, eles não escreveram nenhum absurdo. Só faltou dizer que as contusões acabaram com a gente e que nunca jogamos com o elenco completo nessa temporada. O Gordon jogou só 2 partidas! Aí é difícil medir a verdadeira qualidade do Hornets. Fora isso, eu gostei do texto deles, com críticas bem humoradas (embora, repito, eu não concorde com algumas delas).

      Abços!

  3. Amigos,

    com toda a franqueza,temos que olhar para o draft,e realizar algumas trocas até o dia 15.Por mim,eu investiria numa troca com o Wizards ou Bobcats para pegar outro pick top 5.
    O que acham?
    Abs

    • Olá, Fabio. A ideia é ótima, principalmente em se tratando desse draft de 2012, onde teremos uma série de jovens muito promissores. Eu tenho conversado com alguns amigos sobre as possibilidades de trocas, e muitos nomes já foram citados: Rajon Rondo, Gerald Wallace, Richard Jefferson e até Anderson Varejão. No entanto, a ideia de ter uma outra possível escolha Top 5 (considerando que a nossa também estará entre elas) também me agrada bastante. E vale lembrar que ainda temos uma pick do Wolves, que também pode ser incluída em alguma transação. Vamos esperar o dia 15 de março e ver o que acontecerá até lá. Eu confio no nosso GM, o Dell Demps. E também não vejo a hora de o novo dono do Hornets ser anunciado. Vamos torcer para que tudo saia da melhor forma possível, né?

      Abços!

  4. o pior de tudo foi ver o d- West com a camiseta de outro time na arena de NO. estranhaço. kkk . e é isso o q foi falado. os hornets tem que escolher bem nesse draft aí. é a chance do time conseguir uma grande estrela.

    muito bom o blog. como sempre.

    • Pois é, Felipe. E eu vi uma entrevista do West após o jogo, em que ele disse que os companheiros de time dele se surpreenderam com a noite ruim do Hornets. Ele falou que todo mundo no Pacers sabe que o time do Hornets é bem melhor do que aquilo. E ele disse que adora New Orleans e o Hornets, mas que ele pensou em sua carreira. Acho que o cara é profissional e deve buscar o que ele julga melhor para ele. Mas realmente é estranho vê-lo na New Orleans Arena como um adversário… rs

      Enfim, coisas da NBA. Negócios são negócios… rs

      Abços!

  5. É o que eu sempre digo, nosso time é bom, mas pra virar contender ainda falta um all star. E esse all star pode vir do próximo draft, e é por isso que eu torço (não escondo de ngm) pra perdermos essa temporada.

    É como o Kaio falou uma vez: “é perder essa temporada pra ganhar muito mais nas próximas”.

    • Oi, Leon. Eu não consigo torcer para o time perder, e também não considero o draft como a nossa salvação. O que irá salvar a franquia é um dono que possa investir no time e uma gestão organizada, bem planejada e com ambição de vencer. Estamos nos preparando para isso, creio eu. É um trabalho de longo prazo, e o draft também é parte disso. Não dependemos de draft. A gente depende é de um suporte financeiro para que possamos realizar um trabalho organizado e estruturado. Creio que isso é o que o nosso GM, Dell Demps, mais deseja. Depois a gente vê o que acontecerá no draft, embora seja importante já ficar de olho nos principais prospectos. Um bom nome escolhido no draft vai nos ajudar muito, com certeza. Mas o que salva é uma franquia forte e estruturada. É disso o que o Hornets precisa.

      Abços!

  6. Pois é, Sergio. Essa escolha do Wolves não vai valer muito para nós, não. Podemos pensar em envolvê-la em uma troca. E eu não espero nada do Clippers. Irá aos playoffs para apanhar.

    E por falar em apanhar, já estamos tomando uma sova do Blazers…

    Abços!

  7. Pingback: SÍNTESE DA TEMPORADA | Brazilian Hornet

    • Pois é, Ricardo. rs

      Não acho que o Hornets seja ruim. O Hornets está ruim. Se tivéssemos Eric Gordon, Carl Landry, Jason Smith e Emeka Okafor saudáveis e jogando bem, a nossa campanha seria muito melhor, concorda?

      Abço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s