DESAFIANDO O IMPOSSÍVEL

* Por Lucas Ottoni

O All-Star Weekend 2012 finalmente acabou, e a segunda metade da temporada regular começa hoje para o New Orleans Hornets (8-25). Os zangões terão pela frente nada menos que o forte Chicago Bulls (27-8) – um dos líderes da Conferência Leste -, em pleno United Center. A bola subirá logo mais, às 22h (de Brasília), e o Brazilian Hornet deverá acompanhar o jogão, via Twitter. Para princípio de conversa, é preciso reconhecer que o time do Bulls é favoritíssimo no confronto de daqui a pouco. Eles têm o MVP da última temporada (Derrick Rose), além de um ótimo ala (Luol Deng) e um garrafão de respeito (Carlos Boozer e  Joakim Noah). É nesse quarteto que reside a força da equipe de Chicago. O Hornets terá muitas dificuldades em quadra e precisará, literalmente, desafiar o impossível. Alguém aí acredita que o time de New Orleans possa surpreender e derrotar os donos da casa? Pois é, mas deixa eu contar uma historinha para vocês…

Temporada 1995-96 da NBA. Naquela época, o Chicago Bulls tinha um time muito mais qualificado do que esse atual. Duvidam? Então, peguem aí alguns nomes: Scottie Pippen, Toni Kukoc, Dennis Rodman, Steve Kerr e um tal de Michael Jordan. Todos no auge, jogando muito, destruindo os adversários um por um. A campanha daquele Bulls – comandado pelo prodigioso técnico Phil Jackson – foi inacreditável: 72-10. Exatamente, eles perderam apenas 10 de 82 jogos na temporada regular! Foram voando para os playoffs, derrotaram quem apareceu pela frente e conquistaram o campeonato de forma brilhante e com toda a justiça do mundo.

Naquela mesma temporada, há exatos 16 anos, havia um time chamado Charlotte Hornets. Essa equipe fez uma campanha apenas modesta (41-41), não alcançou os playoffs, trocou de técnico durante a competição e tinha jogadores muito menos badalados. Um Glen Rice buscando se firmar, o ídolo Larry Johnson em clima de despedida (iria para o New York Knicks, ao fim daquele campeonato), o sempre eficiente Dell Curry e o veteraníssimo Robert Parish eram os destaques do Hornets. Via-se ali um panorama quase que oposto ao do poderosíssimo e alinhado esquadrão de Chicago. Se essas duas equipes se enfrentassem, ainda mais em pleno United Center, o resultado só poderia ser um, antes mesmo de a bola subir. Ninguém seria capaz de acreditar em absolutamente nada diferente de uma vitória avassaladora do Bulls de Michael Jordan. Mas…

Eis que chega o dia 08 de abril de 1996. Era a reta final da temporada regular, e os dois times se encontraram em um United Center completamente lotado. As estrelas de Chicago, rumo àquela histórica campanha 72-10, estavam prontas para aniquilar mais um pobre adversário. Antes daquela partida, o Bulls era 37-0 dentro de seus domínios. Invicto! Mas aí a bola subiu, e o inimaginável aconteceu. O vídeo acima mostra os momentos finais desse duelo épico, em que o Charlotte Hornets desafiou o impossível e conquistou uma das mais incríveis e improváveis vitórias de todos os tempos na NBA. O último lance do jogo foi simplesmente inacreditável! Assistam lá em cima!

* Confira aqui o Box Score daquela partida incrível

Mais de uma década e meia se passou, desde que o timaço quase imbatível do Chicago Bulls caiu diante do azarão Charlotte Hornets. Aqueles jogadores já estão aposentados, o Hornets se mudou de Charlotte para New Orleans e o Bulls passou por momentos complicados após a aposentadoria do gênio Michael Jordan. Mas o United Center continua lá, transpirando história, à espera de um outro encontro épico e improvável. Será hoje à noite?

* New Orleans Hornets Brasil: a prévia do jogo

OBS: As duas equipes já se enfrentaram nessa temporada. O jogo aconteceu no último dia 08 de fevereiro, em New Orleans, e o Bulls venceu com extrema facilidade: 90 a 67.


 FERROADAS

* BACK-TO-BACK: Após a partida de hoje, contra o Bulls, em Chicago, o Hornets voltará para New Orleans, onde receberá o Toronto Raptors. A bola subirá amanhã, às 22h (de Brasília). Esse jogo contra os canadenses é para vencer e convencer. Em casa – e contra um time bem limitado – não podemos bobear de modo algum!

* LANCE THOMAS: O ala-pivô teve o seu contrato estendido pelo Hornets até o fim da atual temporada. A minha opinião? Ele será uma espécie de novo Patrick Ewing Jr. e ficará conosco para compor o elenco e entrar eventualmente nos jogos. Aí, quando o campeonato terminar, ele estará livre, leve e solto para jogar onde bem entender. Não vejo futuro para ele com os zangões. Falta qualidade, muita qualidade a esse jogador.

4 pensamentos sobre “DESAFIANDO O IMPOSSÍVEL

  1. Jogao…. vitoria espetacular….

    Alem de que, é sempre bom ver jogadores como Curry, Rice e Larry com nossa camisa..

    Mas hj o negocio vai ser feio… Bulls é mt forte e nosso time esta aos pedaços….

    Go Hornets

  2. É verdade, Kaio. Mas depois daquela vitória incrível de 1996, eu não duvido de mais nada. O último lance daquele jogo foi inacreditável… rs… Eu revi umas 10 vezes para tentar entender como aquela bola não caiu… rs

    Abços!

  3. mto show o video.. hehe

    nossa como é q o bulls nao conseguiu fazer a ultima cesta?.. foi um milagre

    e o hornets comemorou como se fosse titulo. akele time dos bulls foi um dos melhores da historia da nba, se nao o melhor. vitoria espetacular nossa mesmo.

    go hornets!!

    • Sim, Bruno. O lance foi incrível mesmo. Eles tiveram umas 3 ou 4 chances em 5 ou 6 segundos. E erraram todas. Inacreditável.

      Foi um triunfo emblemático, que poderia servir de exemplo para o time atual arrancar uma vitória hoje, lá em Chicago. Quem sabe?

      Abços!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s