ALL-STAR GAME: OS INDICADOS

Clique nesta imagem e escolha os jogadores do New Orleans Hornets!

* Por Lucas Ottoni

Olá, amigos. Eu já havia dado a deixa na sessão Ferroadas do post de ontem, mas resolvi destacar aqui a indicação dos jogadores do New Orleans Hornets para o All-Star Game 2012, que acontecerá no dia 26 de fevereiro, no Amway Center, em Orlando. As feras do nosso time que fazem parte da lista de votação aberta ao público são o ala-armador Eric Gordon, o ala-pivô Carl Landry e os pivôs Chris Kaman e Emeka Okafor. Vamos dar uma força para eles? Qualquer um pode votar! É só entrar no site da NBA, se cadastrar (é rapidíssimo) e escolher o seu quinteto favorito no Oeste, e também no Leste. Clique na imagem acima e comece logo!

OBS: Restam 25 dias para participar, antes que as votações sejam encerradas. Até lá, você pode escolher os seus quintetos de 24 em 24 horas, isto é, uma votação por dia. Quer dizer, dá para votar todos os dias! E então? Vamos escolher os jogadores dos zangões? Conto com a participação do pessoal que acompanha o Brazilian Hornet, hein?

Eu acabei de escolher os meus quintetos, mas vou seguir votando em outros (sempre com os jogadores do Hornets) nos próximos dias. Aqui estão os jogadores que eu selecionei na minha primeira votação:

ARMADORES: Eric Gordon (New Orleans Hornets) e Marcus Thornton (Sacramento Kings). BH: O Gordon é o ídolo do meu time, não poderia ficar fora, né? Sobre o Thornton, resolvi dar aquela força a um velho conhecido.

ALAS: Carl Landry (New Orleans Hornets) e LaMarcus Aldridge (Portland Trail Blazers). BH: A garra do Landry tem me enchido os olhos. E o Aldridge já deveria ter participado do All-Star Game do ano passado. Joga muito.

PIVÔ: Chris Kaman (New Orleans Hornets). BH: É pivô do Hornets. Não há motivo melhor que esse. Na minha próxima votação, escolherei o Okafor, só para alternar um pouco.


ARMADORES:
 Derrick Rose (Chicago Bulls) e Ray Allen (Boston Celtics). BH:O Rose é um monstrinho (no bom sentido, joga muito!). Além disso, ele parece ser um cara tranquilo, sem aquele ego enorme de certas estrelas que se julgam acima do bem e do mal. Já o Allen é um dos jogadores que eu mais curto. O meu time já foi vítima dele, tantas e tantas vezes, mas não consigo deixar de admirar sua qualidade em quadra.

ALAS: Danny Granger (Indiana Pacers) e Andrea Bargnani (Toronto Raptors). BH: O Granger é um jogador bem completo, sobretudo no ataque. Sempre gostei do jogo dele. E o Bargnani… Bem, o que posso dizer? Finalmente, um italiano bom de cesta!

PIVÔ: Anderson Varejão (Cleveland Cavaliers). BH: Eu não podia deixar de escolher um brasuca. Nem acho o Varejão esse jogador todo, mas ele é brasileiro, né? Isso já valeu o voto.

Pronto, esses foram os meus quintetos escolhidos. Claro que, nas próximas votações, eu farei algumas mudanças (menos em relação aos jogadores do Hornets, sempre com três). Gosto de feras como Kevin Durant, Blake Griffin, Darren Collison, Russell Westbrook, Dwight Howard, Joe Johnson, Dirk Nowitzki, e por aí vai. Chris Paul? David West? Ah, eu estou dando um tempo desses caras…

O importante é tentarmos conseguir, pelo menos, colocar um jogador do Hornets no All-Star Game. É difícil? Muito improvável. Mas façamos a nossa parte: contribuir e votar, só isso. E eu ainda sonho com o Eric Gordon beliscando uma vaguinha na reserva do Oeste (os reservas são escolhidos pelos treinadores dos 30 times que integram a NBA). Quem sabe?

Ah, e antes que eu me esqueça… Hoje tem jogo! Os zangões estarão em quadra, às 23h (de Brasília), para o duelo contra o Denver Nuggets, do brasileiro Nenê (que, machucado, não deve atuar). A bola subirá na New Orleans Arena. E, claro, só a vitória interessa!

* New Orleans Hornets Brasil: a prévia do jogo

 
 FERROADAS

* DESFALQUE: O ala Trevor Ariza segue afastado do time e não enfrentará o Denver Nuggets, logo mais. Ele ainda sente dores na virilha e já havia desfalcado o Hornets na última quarta-feira, na derrota para o Philadelphia 76ers. O jovem Al-Farouq Aminu deve ser, novamente, o substituto de Ariza. Boa sorte para o garoto! Torceremos por ele!

* COMUNICADO: O pós-jogo do duelo contra o Denver sairá apenas neste domingo, com um pequeno atraso, no Brazilian Hornet. Como na madrugada de sábado para domingo (08/01), o Hornets também enfrentará o Dallas Mavericks (nosso segundo back-to-back na temporada), o pós-jogo no BH será duplo (falando um pouco sobre as duas partidas). O motivo? Tenho alguns compromissos e não poderei me dedicar ao blog no sabadão. Mas, hoje, contra o Nuggets, estaremos enviando normalmente informações sobre a partida, via Twitter. É só acompanhar. Um bom fim de semana para todos! Até mais!

*** DE ÚLTIMA HORA!!!: Notícia terrível para o Hornets. O ala-armador Eric Gordon será desfalque por mais duas ou três semanas. Ele, que havia retornado ao time na derrota de quarta-feira, para o Philadelphia 76ers, agravou a lesão sofrida no joelho direito (na estreia dos zangões, contra o Suns). O local apresenta inchaço, e o jogador já está cortado da partida de hoje, contra o Nuggets. O italiano Marco Belinelli deve substituir Gordon, durante esse período. O que eu posso dizer? Lamentável, absolutamente lamentável. Semanas duras, muito duras pela frente…

Anúncios

6 pensamentos sobre “ALL-STAR GAME: OS INDICADOS

  1. Mas noticias sobre o Gordon. Jack-Belinelli-Aminu-Landry-Okafor – Nem na Liga ACB se safavam… Para além disso, os Nuggets são muito fortes, com um roster cheio de soluções.

    Sobre o All-Star, como bom europeu, raramente escolho jogadores dos EUA (apenas os Hornets).

    Com estas lesões, espero que sirvam para o Aminu crescer como jogador, ganhar minutos e, quem sabe, se não ganhamos a Dallas (partia-me a rir)… cumprimentos.

  2. É, grande Sergio. Essa notícia do Gordon pegou a todos de surpresa. Eu recebi essa informação assim que terminei o post de hoje. Uma verdadeira bomba! O jeito é desenvolver a garotada e buscar os melhores resultados possíveis. Creio que, em 2012-13, nosso time estará bem mais certinho.

    Há muitos europeus bons na NBA. E algo me diz que o Bargnani poderá ser All-Star nessa temporada (na reserva). O italiano vem jogando demais no Raptors, e a concorrência no Leste não é tão forte quanto no Oeste.

    Ganhar do Dallas? Difícil, hein… Mas vamos ver. Quem sabe?… rs

    Abço!

  3. Parabens pelo blog, luc!

    Vc é fa do MT23 mesmo, ein.. nao tem jeito.. hehehe . o eric gordon é bom, mais sempre foi um jogador de vidro. vive machucado.. nao sei se foi bom negocio pro hornets nao, guri. nosso time tá bem fraquinho sem o gordon.. espeor q a gente va bem no draft. é a salvaçao. um abraço, amigo!!

    • Fala, grande Bruno! Está sumido, hein rapaz. rs

      Eu sempre gostei do Thornton, sim. O talento ofensivo dele (justamente o que falta para o Hornets) é incrível, o cara é fera. Aí, eu resolvi dar uma forcinha para o MT5 (agora 23, mas pra nós, sempre será 5… rs).

      Essa questão do Gordon também me preocupa. Eu espero que ele consiga voltar saudável e possa ter uma boa sequência de jogos. Sem ele, o nosso time perde demais, em termos de qualidade.

      Cara, um abração! E apareça mais vezes, ok? És muito bem-vindo aqui!

      Até mais!

  4. Nao consigo votar no West… CP3 ate votei uma vez, tbm votei no eterno MT5…

    Ano passado ate q votei no Okafor bastante… esse ano nao da. Cara ridiculo, sem qualidade nenhuma, nem pra compensar de algum modo, q seja com vontade, pra mim nao da. Pensar q suga 12,5M do meu Hornets, e ano q vem sera 13,5M, e no outro ano 14,5M?? pqp… devia ter segurado o Gray por qq dinhero e usar a anistia nesse cara ridiculo….

    Hj deve perder msm… espero q o Aminu tenha mais minutos. Ta faltando mt confiança pra ele, msm caso do MT5 ano passado com o Monty. é um grande jogador excelente na defesa, e razoavel/bom no ataque, mas nao ta tendo confiança pra jogar.

    Go Hornets, to the first pick

    • É verdade, Kaio. O grande problema que eu vejo no Okafor, é que ele está há quase três anos no Hornets e não evoluiu o seu jogo em absolutamente nada. É aquele defensor bem decente, e só! Mais nada! Seu arsenal ofensivo é ridículo, e seu salário é altíssimo para o basquete que ele apresenta. É chato criticar assim, mas é a realidade. Paciência.

      Sem o Gordon, teremos um jogo bem complicado pela frente. O Aminu é muito “cru”, precisa trabalhar bastante todos os aspectos do seu jogo. Mas ele é muito novo (só 21 anos) e terá tempo para evoluir sob o comando do Monty Williams. Ao contrário do Okafor, que tem quase 30 anos, e é isso aí mesmo: um bom defensor, mas um péssimo atacante. Paciência, vamos precisar de paciência, amigo.

      Confio nesse time. Vamos melhorar bastante, principalmente após o draft de 2012, creio eu.

      Abço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s